Atraso

E eram seis e vinte e dois e eles tinham combinado seis e meia e ele já estava se perguntando se ela iria e se ela não iria se atrasar e ela nunca se atrasa e – calma.

Calma. Ainda eram seis e vinte e três, e nas duas últimas horas o ponteiro dos minutos só tinha se mexido duas vezes, e ele conferiu o celular e o relógio do metrô, para ter certeza de que o problema não era seu relógio, e sim sua percepção dilatada do tempo. Ele tentou se concentrar no livro que tinha levado para ler no caminho, mas descobriu que era impossível. A história era boa, mas o drama dos minutos era demais para que seu cérebro se distraísse. Ele olhou para o relógio pela trigésima vez e pôde jurar, por um instante, que ele tinha andado para trás; mas eram seis e vinte e quatro e ela não tinha chegado, e a culpa era dele por ter chegado cedo, como sempre.

Ele tinha pensado em levar uma flor, achou que talvez ela fosse achar um clichê insuportável, achou que ia acabar ficando nervoso e destruir a flor sem querer, achou que valia a pena mesmo assim, mesmo se ficasse com cara de bobo, mas no fim das contas não achou uma floricultura e achou que ia se atrasar, e não levou nada.

Ele pegou o celular e olhou no espelho pra ver se estava apresentável, ficou deprimido, imaginou as pessoas do lado dele na estação rindo depois que viam que ele estava ali horas e horas esperando por uma pessoa que não chegava, levantou os olhos da tela e viu que ninguém estava nem aí, e eram seis e vinte e cinco…

Então ele fechou os olhos, tentou meditar, lembrou que não sabia meditar, amaldiçoou o tempo que passou tentando aprender a meditar achando que ia virar um Jedi, pensou em ir embora, abriu os olhos e eram seis e vinte e seis, e ele olhou para a escada rolante, pensou consigo mesmo que não aguentava mais, suspirou.

Às seis e vinte e sete, quando ela apareceu no topo da escada rolante e deu um sorriso lindo, ele esqueceu de tudo, abriu a boca pra dizer Oi ou alguma coisa que fosse, não saiu nada, e ela lhe deu um abraço e ele pensou consigo mesmo, Ela nunca se atrasa…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: